terça-feira, 6 de novembro de 2007

Cores de Maio

Casas entre bananeiras, amos de laranjeiras, flores de abril, risos de junho e cantos de macieira. Em um desatino, enfloreço no mar a essência dos cantos e da dança. Nos alexandrinos eu comento as cores de maio, de junho...

1 Comment:

suelen said...

esse texto ficou bem parecido com um poema do CDA, nem preciso dizer que ficou ótimo