quarta-feira, 14 de novembro de 2007

Recíproco

Em um dia frio após o final do livro, no quadro negro letras que não compreendes. Falam de amores, dores e outros assuntos que não entendo - aliás - entendo sim, não por suas explicações, mas sim pela vivência de tal. Talvez eu me forme um dia, nos ardores de meus amores ou continue - como estou nos dias de hoje - na tal ignorância recíproca.