terça-feira, 25 de setembro de 2007

Floresta

Adentro da floresta tu vais, não tenhas medo. Tu és corajoso, destemido. Tu que foras meu herói, agora aqui à orla de uma floresta hesitas; que dó. Como ousas!!!
Adentrou. Espero. Que demora! Medo; solidão. Noite. Ele volta: Achastes? Me destes um morango silvestre; agradeço e vamos embora; eu, meu morango e meu herói.

1 Comment:

Fernanda said...

Seriam morangos... uvas ou menta?!? o.O
Nunca se sabe né? O importante é o momento =)